I Timóteo 1. 18-20

Combate

Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate, mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé. E dentre esses se contam Himineu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para serem castigados, a fim de não mais blasfemarem. (I Timóteo 1. 18-20).

Paulo tinha dito para Timóteo permanecer em Éfeso, para ensinar, confrontar. Para que heresias não fossem ensinadas (leis mosaicas, apócrifos etc.), pois há o uso correto da lei. E isso é um combate.

Ele insistiu na pregação da sã doutrina.

No versículo 18 vemos que Timóteo foi encarregado de um dever dado por seu pai espiritual. Logo, sendo isso um dever, a igreja deveria obedecer.

Sem dúvida, Deus organizou sua igreja. Há governo. Há presbíteros e pastores, todavia, o membro pode questionar para ver se é bíblico. E, assim, há o combate contra os falsos profetas, para que os efésios não fossem iludidos, por isso é um bom combate.

Mas qual a maneira de combater? Lembrar das profecias e combater de acordo com isso. Isso deve motivar, encorajar.

No versículo 19 tem “manter a fé e a boa consciência para ser vitorioso”. Conservando aquilo em que se crê, conservar firme no evangelho.

Já no versículo 20, Paulo cita que excluiu membros, disciplinou e isso é para que a pessoa se arrependa e volte.

Conclusão:
  1. As igrejas acatam as autoridades enquanto forem fieis a Deus.
  2. Pastorado é um combate.
  3. Deus nos encoraja através de pessoas.
  4. O foco é manter a fé e uma boa consciência.
  5. A disciplina é para recuperar o faltoso.

Por fim, se você gosta de nosso blog, dá uma olhada no nosso instagram! Clica aqui! Lá pode ter coisas interessantes para você.

Este estudo foi ministrado pelo Pr. Augustus Nicodemus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.