I Timóteo 1. 12-17 (parte 2)

Salvação

Provavelmente alguém pode achar estranho o fato de já ter sido publicado um estudo com essa mesma referência. Mas, além de terem sido ministrados por pastores diferentes, o que agora você lê tem uma maior ênfase nos últimos versículos (15 a 17), que fala sobre a salvação, sobre a redenção.

O Pastor Augustus Nicodemus iniciou falando de Paulo orienta Timóteo a como conduzir a igreja em Éfeso. Sem dúvida, uma das principais orientações era como lidar com os falsos mestres, pois eles, possivelmente eram membros da igreja, mas era judaizantes. Isso era comum no século 1 e vários autores bíblicos combatem isso.

Podemos afirmar que a lei é boa, mas se for usada de maneira legítima. Obediência em forma de gratidão para os salvos, ao mesmo tempo que enquadra os pecadores não arrependidos.

Paulo mostra que a salvação não é pela lei, mas pela graça; e fala sobre sua história de conversão e chamado. Entretanto, o que Paulo aprendeu com isso? Inegavelmente, sobre a graça de Deus na salvação.

Versículo por versículo – Apalavra de Salvação

15 – Timóteo pode confiar, de igual modo a igreja em Éfeso, porque a palavra é fiel e deve ser obedecida.

  • o mundo é feito de pecadores, por isso Cristo veio.
  • pecadores estão perdidos, por isso Cristo veio salvar.
  • pecadores não podem salvar a si mesmos. Não podemos contribuir para nossa salvação, pois o pecado corrompeu tudo (arbítrio, vontade…).
  • essa é a razão da vinda de Cristo. No original não tem o artigo definido (que parece que toda a categoria). Jesus veio chamar o que se havia perdido.
  • Jesus salva pecadores. Não é tentar, mas efetivamente salvar! Nenhuma gota do sangue foi derramada em vão.
  • Se ele salvou o pior de todos, que dirá os outros? Paulo diz o principal (primeiro -o mais destacado).

Duas razões pelas quais Cristo o salvou:

  1. versículo 16 – Colocar Paulo como demonstração pública da completa longanimidade (grandeza de sua paciência) de Deus. Cristo suportou o insuportável Saulo e mostrou sua misericórdia no caminho de Damasco.
  2. (Final do versículo 16) – servir de protótipo do que Deus vai fazer com os que vão crer nEle.

Versículo 17 – Doxologia: expressão de louvor e adoração depois da explanação da obra da salvação, redenção. Assim, finaliza a autobiografia. Convida Timóteo e os efésios a darem honra e glória a Deus por causa da obra da redenção.

Nossa vida deveria ser uma doxologia!

A redenção nos permite ver Deus por meio da transformação de vidas, onde a misericórdia é demonstrada.

Em Éfeso, havia o culto a Diana, porém Paulo deixa claro que Deus é único.

Aplicações

  • queda, vinda de Cristo, salvação – Evangelho – Palavra digna de aceitação e que isso mude as ações de vida. Isso deve nos empolgar, deve fazer com louvemos a Deus!
  • anunciar que Cristo veio salvar pecadores. Deus pode salvar!
  • podemos dar testemunhos da transformação que Deus fez em nossa vida.
  • se Deus teve paciência comigo e me perdoou, Deus pode me perdoar quando eu erro.

Gostou desse texto? Se sim, segue a gente lá no instagram também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.