Marcas de uma Igreja cheia do Espírito Santo

Igreja cheia do Espírito

Com a morte, ressurreição, ascensão de Cristo e a vinda do Espírito Santo, tudo mudou!  No relato do pentecostes, vimos que a unidade da igreja foi estabelecida. Há quem diga que é a Babel invertida, pois enquanto em Babel houve divisão, em pentecostes houve a união de todos que são o povo de Deus. Passamos a ver que a igreja é composta por várias nações que pertencem a um corpo, o corpo de Cristo. E assim, temos a instituição da igreja no Novo Testamento. Sem dúvida, é a presença do Espírito Santo que faz a diferença em uma pessoa e, consequentemente, na coletividade. Dito isto, este texto como é a igreja cheia do Espírito Santo. Convém explicar que o que me inspirou a escrever sobre esse tema, foi um estudo do pequeno grupo que faço parte.

Atos 2

Vemos em Atos 2 que, depois do relato do pentecostes, tem o discurso, a pregação de Pedro. E esse discurso é um exemplo de uma mensagem cheia do Espírito (Atos 2. 14-42).

E, continuando  Atos 2, a gente vê quais são as características de uma igreja cheia do Espírito. Está em Atos 2. 42-47. São poucos versículos, mas falam muito!

Na Bíblia de Genebra, o título que deram a esse trecho é “Como viviam os convertidos”. E diz que é uma espécie de resumo dos elementos essências do discipulado cristão.  Claro que esse título não faz parte do cânon bíblico, mas é bem interessante para a gente não esquecer que as coisas que estão relatados nessa passagem não são pessoas querendo ser salvas, mas essas atitudes são justamente das pessoas já convertidas, já cheias do Espírito Santo.

Igreja cheia do Espírito: Palavra

O versículo 42 inicia dizendo que eles perseveravam na doutrina dos apóstolos e o que os apóstolos pregavam era o Evangelho, a boa nova, que é Cristo. Eles falavam das coisas que aprenderam com Jesus. Eles perseveram em aprender a Palavra, estavam comprometidos coma fidelidade à Palavra.

E é o Espírito Santo que nos ilumina para que possamos entender e nos submetermos à Palavra. E sabemos que se não estivermos alicerçados em algo sólido não teremos um crescimento espiritual, seremos imaturos na fé. Seremos levados por qualquer um que fale bonito, que queira ensinar heresias. E isso não é de hoje, vemos nas cartas de Paulo ele sempre batendo na tecla dos falsos mestres. Logo, assim como os primeiros cristãos tinham esse fundamento bíblico, devemos ter também.

Igreja cheia do Espírito: comunhão

Continuando esse versículo 42, vemos que eles também perseveravam na comunhão, no partir do pão. Sem dúvida, uma igreja cheia do Espírito é uma igreja onde os irmãos se amam profundamente e por isso tinham as coisas em comum. Entendiam que eram um corpo e por isso compartilhavam a vida. Estavam juntos no templo, nas casas. Eles se ajudavam e ainda acolhiam todos os que aderiam a fé. Esses primeiros cristãos tiveram seus corações convertidos, mas também os seus bolsos. E isso não tem nada a ver com ideologia humana.

A generosidade, o compartilhamento era por causa da nova vida em Cristo e não porque o Estado dividia (obrigava a dividir). A responsabilidade é pessoal e não estatal. Não se vocês já viram, mas tem um meme que diz que se o bom samaritano fosse socialista ele teria chamado a assistente social do governo (rsrs), mas sabemos pelo relato bíblico que ele não fez isso. Ele assumiu a responsabilidade para sim e cuidou do seu próximo.

Comunhão X individualismo

Essa questão de comunhão é totalmente anti cultural, pois o mundo prega muito o individualismo, o “não se meta na vida de ninguém”, o cuidado mais com as minhas coisas do que com as pessoas… Enquanto que a gente vê Cristo que sendo Deus se fez homem e veio morrer para nos salvar, ele se sacrificou por nós e, se somos cristãos (que significa pequenos cristos) acredito que devemos fazer o que Ele fez. Ele não pensou em si, mas no seu povo.

O mundo, essa correria, faz com que a gente pouco conheça as pessoas profundamente: tanto porque eu me fecho, tanto por que cada um está cuidando do seu mundinho. Mas em uma igreja cheia do Espírito santo cada pessoa tem que se preocupar com a outra. Se a gente ler o novo testamento, veremos que a expressão uns aos outros é muito comum e isso deve ser uma realidade atual também.

Igreja cheia do Espírito: Oração

Outra característica é que as pessoas perseveravam na oração e, em Atos mesmo, vemos em vários momentos os convertidos orando. Não basta apenas ter conhecimento teológico, aliás, se a pessoa realmente tem conhecimento teológico deve saber que não faz nada sozinha; é totalmente dependente de Deus. Então, como eles perseveraram nos ensinamentos dados pelos apóstolos, consequentemente seria uma igreja que ora.

Atos 2. 43-47

Os versículos 43 ao 47 dizem (na versão da Bíblia A mensagem):

“Todos ficaram perplexos com os sinais e maravilhas realizados por meios dos apóstolos! Os crentes viviam numa harmonia maravilhosa e tinham tudo em comum. Vendiam o que possuíam e deixavam recursos à disposição para atender às necessidades de quem precisasse”. Eles seguiam uma disciplina diária de cultos no templo, seguidos de refeições nas casas. Cada refeição era uma celebração vibrante e alegre, com muito louvor a Deus! Todos os dias, o número deles aumentava, e Deus acrescentava os que iam sendo salvos”. 

Esses versículos mostram que essa unidade da igreja não era respaldo para viverem em um gueto, pois uma outra marca de uma igreja cheia do Espírito é que nela há o evangelismo. Aqueles primeiros cristãos tinham fidelidade às Escrituras, comunhão, eles oravam, mas não ficavam apenas entre eles, eles espalhavam essa boa notícia que é Cristo!

Só Deus tem o poder para salvar, mas ele quis usar seu povo para anunciar sua mensagem. E a gente deve ter a ciência que a evangelização não deve ser apenas uma programação na igreja (que é importante), mas, antes de tudo, deve ser o modo de vida do cristão. 

Testemunho

Essa vida de comunhão, de cuidado mútuo, causava admiração dos que estavam de fora. E essa também deve ser a nossa realidade, devemos dar esse testemunho, para que o que pregamos não seja menosprezado pela forma que agimos. A presença do Espirito Santo na vida do verdadeiro cristão é uma realidade, pois só é cristão de verdade quem foi convertido pelo Espírito.

Conclusão

Assim, de maneira bem prática, uma igreja cheia do Espírito é a que vive de acordo como o relato de Atos 2. 42-47. Tem ensinamento bíblico, tem adoração a Deus, tem milagres divinos no dia a dia. Os cristãos não vivem no seu mundinho fechado, mas impactam o meio em que estão inseridos. Há obediência à ordem de ir e fazer discípulos. Desse modo Deus chama dos seus e a igreja também cresce em números.

Alguns trechos de Atos mostra esse crescimento: inicialmente eram 120 (Atos 1.15), depois fala de 3 mil membros (Atos 2. 41), depois 5 mil membros (Atos 4.4), depois “uma multidão” é agregada à igreja (Atos 5. 14). Logo depois em Atos 6.7 diz que o número dos discípulos é multiplicado, em Atos 9. 31 vemos que a igreja se expande para a Judéia, Galileia e Samaria. E em Atos 16.5, vemos que as igrejas eram fortalecidas na fé e a cada dia o número aumentava.

Então que o Espírito nos ajude, que ele aja em nós e que façamos o que sabemos o que deve ser feito. Creio que Deus é soberano, mas isso jamais anula nossa responsabilidade. Esse é um mistério que nossa mente limitada não entende plenamente. Todavia sabemos que só fazemos isso com o Espírito em nós ao mesmo tempo  em que, se tá na bíblia, não precisamos sentir nenhum “arrepio espiritual” par realizar.

Que Deus nos ajude!

Observação muito importante

Fiz a base desse texto na época em que o estudo foi ministrado. Na época, li e ouvi o que um dos pastores da minha igreja fez (inclusive o título desse texto foi o título que o pastor deu ao estudo), como também pesquisei no comentário bíblico do Pr. Hernandes Dias Lopes e no site da Igreja Presbiteriana de Santo Amaro. Como a intenção era só pessoal, sem a intenção de publicar, não coloquei as devidas referências.

E confesso que é bem provável que possa ter algumas frases copiadas na íntegra sem estar entre aspas. Caso você ache trechos assim, peço que por favor me informe. Assim edito esse texto e coloco os devidos créditos à pessoa que escreveu determinada frase. Obrigada! Deus abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.